Portão

Principal

Entrada-Principal-02-site.png

Por muitos anos foi necessário deslocar vinte e dois soldados do DECAMA (Defesa do caos de Masrroma) para exercer a árdua função de empurrar e abrir o pesado portão para qualquer indivíduo que quisesse passar. A entrada e saída de Masrroma nunca foi impedida, mas o volume de pessoas que saem é esmagadoramente menor do que o volume das pessoas que chegam. Masrroma só cresce e está cada vez mais espremida e fedorenta!

 

Um dos soldados responsáveis por abrir e fechar o imenso portão de Masrroma tinha muita dor nas costas devido a maus hábitos alimentares, sedentarismo e sobrepeso. Ele fingia fazer força, mas nunca estava empurrando de fato o portão junto com os outros vinte e um coitados. Seu nome era Hipopócrates e ele precisava arrumar um jeito de se dar bem. Hipopócrates teve uma genial ideia (algo praticamente inédito para os desmiolados que se inscrevem no DECAMA) ao observar que a estatura das coisas e pessoas que passavam pelo gigantesco portão, não eram muito grandes e todo aquele tamanho não era necessário! Sabe-se lá como, Hipopócrates desenvolveu e aprovou junto a prefeitura de Masrroma, um projeto de construir um pequeno portão bem no meio do grande. Além de ter conseguido aprovar o projeto, Hipopócrates foi misteriosamente promovido! Ele passou a ser o único a ficar em frente ao portão e os outros vinte e um soldados foram demitidos. Para o soldado sedentário, se dar bem é sinônimo de ficar parado e sendo assim, ele se deu muito bem. Sua função se resume agora a apenas ficar em frente ao portão observando, pois qualquer um é capaz de abrir o portão sozinho, basta ter braços ou algum outro meio de empurrar as portas.

Apesar de imponente, o Portão Principal de Masrroma não é muito resistente. Toda sua estrutura é feita de pedra, mas todos os adereços e ornamentos são puro plástico, inclusive os rostos supostamente malignos que o enfeitam. Para brilharem foi inserido um aditivo fotossensível na parte interna dos rostos. A luz do dia energiza o plástico e a noite ele fica iluminado. 

A mais recente adição ao Portão Principal foi a cerca radioativa de luminídeas. Luminídeas são flores luminosas, em sua maioria roxas, que emitem radiação e seu extrato é uma perigosa fonte de energia. A cerca foi o primeiro projeto aprovado pela nova prefeita, a Jandira, com o objetivo de impedir que os corvelhos fiquem parados ali depositando suas fezes no muro. Corvelhos enfureceram a Jandira e tudo que pode destruí-los é uma prioridade

Hipopócrates quase não se move e o banheiro mais próximo é muito longe. Talvez isso tenha relação com o fato de que as luminídeas na proximidade do Portão Principal emitem uma luz amarronzada, diferente das outras. Fica essa dúvida!

Seta-esquerda.png

© 2020 Alexandre Otranto Esquitini.

  • YouTube - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • Behance - White Circle
  • Spotify - Círculo Branco

ps: faço café