PUM

(Primordial Universidade de Masrroma)

PUM-Site.png

Apesar de ter “universidade” no nome, a PUM não é tão acessível assim. Nem os próprios cidadãos de Masrroma conseguem vagas para estudar lá, imagine só o universo todo. Alguns conspiracionistas acham que o governo de Masrroma dificulta o ingresso de novos alunos na PUM para forçar um emburrecimento da população, mas, adivinha só, os cidadãos não precisam da ajuda do governo para emburrecerem. Isso não quer dizer que os agentes da prefeitura não tenham sua culpa, mas o estrago que eles fizeram no passado em relação à educação foi tão grande, que virou parte dos costumes em Masrroma atear ódio ao conhecimento. Não é à toa que o mais famoso pensador de Masrroma se exilou numa casa voadora por achar que Estranhordilândia é plana. Nota-se que mais famoso é diferente de mais respeitado.

 

A PUM conta hoje com pouquíssimos alunos, e todos eles são chamados de virgens mentais. Virgem mental é o nome dado para aqueles que não tiveram suas mentes fundidas pelas mentiras e insanidades espalhadas pelos militantes do ódio em Masrroma (os quais podemos dizer que correspondem a 98% dos cidadãos). Obviamente, esse apelido é usado apenas pelo reitor Pirolho, pois o resto de Masrroma chama os corajosos alunos de retardatários, preguiçosos e cirandeiros. Alguns mais radicais dizem ter certeza absoluta de que, em vez de estudarem, os alunos estão na verdade se encontrando secretamente com alunos de outras cidades para organizar uma grande ciranda ao redor de toda Estranhordilândia.

 

Em contrapartida, os alunos organizaram um protesto com o lema: “O governo segura PUM, a gente solta!”. O protesto levou treze pessoas às ruas! Todos os manifestantes estavam equipados com instrumentos musicais potentes e amplificadores. Já que na PUM não existem aulas de música, os protestos foram bastante irritantes e chamaram a atenção de Jandira. Eram pouquíssimas pessoas, mas com muito volume.

 

O restante dos alunos continuou os estudos e as pesquisas sobre fetos e refrigerantes enquanto o reitor Pirolho negociava com a Jandira. Com muito esforço ele conseguiu um aumento significativo nas verbas para a PUM em troca do desenvolvimento de uma cerca protetora para o Portão Principal de Masrroma.

 

“Sinto cheiro de coisas boas com o aumento de PUM Com certeza PUM terá uma nova fase com ares muito melhores e mais alunos serão bem-vindos. Soltar PUM das amarras do governo foi uma difícil tarefa que lutaremos para não acontecer novamente. PUM preso nunca mais!”, disse Reitor Pirolho.

Seta-esquerda.png

© 2020 Alexandre Otranto Esquitini.

  • YouTube - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • Spotify - Círculo Branco

ps: faço café